..: Blog do Casanova: um blog inusitado e sensual :..: O meu dia em exibição

O meu dia em exibição

Queria que pudessem me ver, tenho certeza que iriam se agradar. Dormi nua, e excitada imaginando como seria minha manhã. Apesar de nua não mantive nenhuma relação com meu marido...
Amanheceu tomei um cafezinho e após a saída do marido e da filha, fui me aprontar... Tomei um banho de quase uma hora e diferente dos outros dias não me masturbei, deixei a vontade tomar conta do meu corpo. Sai do banho tinindo, estava pegando fogo com desejo a flor da pele .
Fiquei assim por algum tempo rebolando obscenamente em frente ao espelho, me exibindo.
Como meu compromisso era no hospital, resolvi me vestir de branco. Coloquei uma calcinha de renda branca e bem enfiada em minha bunda. Vesti minha calça branca que por causa do tecido com lycra ficou bem grudada, e ficou meio transparente, deixando ver as rendas da calcinha. Vesti uma blusa branca com lycra e decote em "V" salientando os meus seios pois estava sem sutien.
Um tamanco de salto 10 um brinco e apenas brilho labial.Voltei aos espelhos e andei de um lado para o outro, rebolando e lambendo os lábios, como uma vadia. Ai, que delicia. Foi muito difícil prender o orgasmo, eu estava tão louca... Mas consegui, imaginei o que me aguardava... Belisquei meus biquinhos, para que aparecesse na blusa.
Hummm Como eu queria que fossem outros dedos...

Sai peguei meu carro resolvi parar uma quadra antes do hospital para que pudesse ir a pé e verificar o que aconteceria. Estava toda molhada e com a buceta latejando... Ao estacionar na avenida, veio ao meu encontro um rapaz da zona azul, abri a porta e solicitei ao garoto que preenchesse o cartão... Levantei o olhar para o garoto, hummmpude ver que ele estava vidrado na renda da calcinha que aparecia sob a minha calça... Isso me causou um misto de excitação e vergonha, mas resolvi brincar um pouco com a situação... Encostei para trás, deixando escorregar meu quadril para frente deixando ainda mais a mostra minha testa... Ele olhou bem em meus olhos, vazei, ele me entregou o cartão preenchido, olhei-o sorri desavergonhadamente e agradeci.
Sai do carro pois havia deixado minha bolsa no banco de trás de propósito. Abri a porta traseira, mantive minha perna esticada, reclinei meu corpo, deixando ainda mais a mostra e deliciosamente amostra a minha bunda. Peguei minha bolsa e ao me levantar, percebi que o garoto não estava sozinho. Olhei os dois novamente sai rebolando meu quadril, dando aquela rebolada de vadia e aquela risadinha sacana.
Virei o rosto, mas quando olhei para eles novamente, os dois estavam ajeitando o volume de seus membros sobre as calças... Sentia-me a mais puta do mundo vivendo aquela cena.
Atravessei a rua rebolando como vadia e como estava desejando muito ser... bem puta.
Atrai com meu cheiro de cadela no cio, muitos homens até os que estavam acompanhados. Na rua os homens mexiam comigo e eu já tava molhada toda com os machos da rua. Como minha mãe já esta lá a dias conheço o porteiro... que nos seus 1,90 mt olhou-me de cima a baixo sorriu debochadamente e disse,
- a senhora esta muito bonita hoje.
Agradeci sorri com muito desejo no olhar, e ao me encaminhar para o elevador, já haviam outras pessoas esperando... Entre eles um homem de uns 40 anos, que depois de me comer com os olhos, entrou primeiro e encostou-se ao fundo do elevador de frente para a porta. Entrei olhando-o e virei minha bunda para ele deixando que ficasse admirando. Paramos no outro andar... E mais pessoas entraram, eu de propósito fui pra trás só para poder sentir se a pica dele estava dura, olhei por cima de meu ombro pra ele e mordi a boca. Empinei ainda mais minha bunda para trás, quase que me encaixando nele. Ao descer no andar que precisava, ele desceu atrás, fiquei vazada... E rebolei ainda mais com a idéia dele me desejar...
Esse é o meu sincero relato do meu dia. Fiquei no hospital e para tal retirei a roupa branca e ao voltar para casa já na companhia de minha filha, já vestia uma calça solta de tecido e uma blusa fechada mas muito feliz...
Agradeço do fundo do meu coração pela oportunidade que tive
de me mostrar e ver o que posso ser ....
uma verdadeira exibida.... vadia.
Sandra Pereira
05/08/2008

2 comentários:

Flávio Marques disse...

Delícia! Fiquei curioso para saber o que aconteceu depois que chegou em casa..
Bjo.

Sandra Pereira disse...

Flavio querido nesse dia nada de mais excitnate do que uma transa com o marido!!!
mas vou postar um novo conto que quero que leia...
acho que vai gostarrr..
bjs